quinta-feira, 18 de setembro de 2008

confesso


O ditado “filho de peixe sabe nadar” não se aplica minimamente a mim…
Confesso…não tenho jeitinho nenhum para a costura, e sei porquê… desde muito miúda, vi a minha mãe agarrada à máquina de costura, dias inteiros, pela noite fora, desdobrando-se na lida da casa, sem tempo para mais nada. Hoje percebo que ela até gostava do que fazia, mas no meu entender de criança era só um grande sacrifício para entrar mais uns tostões em casa. E desde cedo achei que era uma vida que nunca queria para mim…nas tentativas que fiz para pegar na agulha, havia sempre falta de vontade e falta de jeito…mas aprendi o básico, também era muito mau se eu não soubesse pregar um botão ou subir uma bainha, mas há uma coisa que eu faço, gosto e tenho jeito, mas não tenho muito tempo…ponto cruz, aí sim gosto da agulha…
Mas admito…”sou filho de peixe e não sei nadar”


(guardo todos os vestidinhos que a minha mãezinha fez para as netinhas com muito carinho
)

2 comentários:

karoxinha disse...

olá

eu tb faço o essencial, mas também nao mais que isso...

ora aí esta mais uma coisa que temos em comum... eu tb adoro ponto cruz... o tempo nem sempre é muito mais vai dando para fazer umas coisinha (poucas...

bjinhos karinhosos
karoxinha

maria-joão disse...

Eu também não sei muito mas consigo fazer umas brincadeiras.
Gostava de saber mais.
Ponto cruz então... é fanatismo mesmo.