segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Este domingo

Conheci uma pessoa incrivel, e como hoje já pensei nela mais de 100 vezes, tenho que falar desta senhora de 60 anos, mais de metade muito sofridos...morte súbita do marido...3 filhos para criar com imensas dificuldades, e por vezes com muito pouco reconhecimento da parte deles...tem sido e continua a ser a sua luta de todos os dias, com o pouco que tem, ajuda os filhos... e os netos que foram aparecendo...os problemas de saúde também foram aparecendo.

-Muitas vezes tenho uma sopinha pão e azeitonas, e fico bem...um bocadinho de carne ou peixe dou às minhas netinhas.

O ambiente permitia, e então, a senhora cantou fado, música popular, com saudades de Africa deu o ar da sua graça no quizomba, só um pouquinho porque a perna operada não deu para mais, um brilho fantástico no olhar, apaixonada pela vida e ainda pelo marido.

-Eu digo de coração, nunca conheci homem mais lindo do que o meu...não é por ser meu, mas o meu homem era lindo lindo...estou mesmo a falar verdade.

Não resisti e perguntei:
-Onde vai buscar tanta energia? tanta alegria?
-Olha minha querida, quando sinto que estou a ir ao fundo, vou para o pé do mar, encho os olhos daquela luz, depois fecho os olhos, absorvo a luz e rezo, e é assim que arranjo coragem para enfrentar os meus dias...
Lindo!!! pensei...


Eu não tenho a sorte da senhora de morar ao pé do mar,...mas com mar, com montanha, com sol, com lua...o que me dá força é pensar que alguém precisa de mim.

3 comentários:

karoxinha disse...

olá

conhecer pessoas assim é uma dádiva :D

sabes, sempre que sinto o "meu mundo" afundar-se o que me faz levantar é pensar que tenho duas bombons, que precisam que eu me levante e lute mais que não seja por elas... as vezes não é facil... mas consigo erguer-me...

mas ainda bem q a conheceste :D

bjinhos karinhosos
karoxinha

olharbiju disse...

Adorei esta tua descrição desta SENHORA.Há pessoas que com pequenas frases ou comportamentos nos dão verdadeiras lições de vida.
Um grade abraço para ela.
Bjnhos
alice

maria-joão disse...

Se é o mar que faz o milagre, então o importante não é o facto da senhora morar ao pé do mar, mas sim o facto do mar morar dentro da senhora. Há pessoas assim, que tiram todo o proveito das pequeninas coisa boas que vão descobrindo nos cantinhos nais escondidos da sua existencia. Outras há que teem tudo para ser felizes e... falta-lhes a sabedoria para o ver.