quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Natal da minha infância - II

Apesar de já ser velhote e de barbas branquinhas eu não conhecia o Pai Natal!!
Só conhecia o Menino Jesus...
-Tens que te portar bem para o Menino Jesus deixar uma prendinha no teu sapatinho!
-Ò mãe, como é que o Menino Jesus cabe naquele buraco da chaminé? Ele faz magia? Vou ficar acordada toda a noite,quero ver...
-Ele só aparece, quando todos estão a dormir!
Isso era o mais difícil, adormecer com tanta ansiedade pela manhã seguinte.

Então, para mim o Menino era mágico. Só não percebia porque a bicicleta que eu pedi 3 anos seguidos, nunca aparecia...e a minha amiga, teve a bicicleta e no ano seguinte a trotinete, eu ficava contente com umas loiças de plástico, uma boneca , um livro,um jogo ou um Lego... mas cá para mim o Menino Jesus não era justo, ou então, gostava mais de cabelos loiros e olhos azuis, verdade que a minha amiga parecia um anjo, mas eu também me portava bem! Ficava um bocadinho triste com Ele...
Até que percebi tudo...contaram-me...foi um choque!!! Afinal não havia magia nenhuma, só a grande vontade dos meus pais e algum sacrifício...mas percebi porque a bicicleta nunca apareceu... e fiz as "pazes" com o Jesus.

10 comentários:

AB disse...

No fundo é o que todos nós enquanto crianças pensamos, que o menino Jesus, ou o Pai Natal é injusto, quando vemos que dá a outras crianças tudo o que estas pediram. Mas ainda, eu adorava aquele espirito de natal, aquele frenesim que nos obrigava a ir para a cama desconfiados e adormecer com um olho abertoo e outro fechado para ver quando é que este surgia.
Beijoca amiga.

karoxinha disse...

Apesar de lá em casa se acreditar piamente no pai Natal e no Menino Jesus... tentamos sempre que elas entendam que não podem pedir coisas caras... porque o pai natal tem muitos meninos a quem dar presentes... para ajudar à festa... dissemos que os pais tem que dar algum dinheiro ao Pai natal para ajudar na compra dos brinquedos...

A BG anda meia desconfiada da "coisa"... mas não tem certezas... mas a BK essa, não sei como será quando ela descobrir que não há Pai Natal... ela adora toda a magia que rodeia o Natal... acho que ela tem a quem puxar... e um quando souber a verdade, não sei como vai ser...

Eu descobri que nao havia Pai natal devia ter uns dez anos... acho que fiz uma pergunta dificil à minha mãe e ela explicou... mas o engraçado é que continuei a alimentar essa mesma magia na minha irmã mais nova... coisas de miudas...

bjinhos karinhosos
karoxinha

Pedro Barata disse...

Mas é lindo enquanto dura essa magia...

Beijinhos

cilinha disse...

No meu tempo nao era o Pai Natal... nesse tempo era o Menino Jesus ,e a minha limpava a chamine para o Menino Jesus nao se sujar ...acho que era mais magia que o Pai Natal mas era tao lindo ... só que depois de ir a Comunhao ja o meu sapatinho era cheio de cascas de nozes ou umas meias ou um chocolate,as cascas de nozes era uma maneira de dizer que eu ja nao tinha direito a prendas....

beijinhos

Vieira Calado disse...

Bem, desculpe...

Mas então é o Menino Jesus... ou o Pai Natal?
É que o Menino Jesus é da minha infância... e esse tal de Pai Natal só apareceu na Europa, depois de ter enriquecido na América, a vender cola cola, quando para cá expandiu a empresa...
Cumprimentos e BOM NATAL.

albana disse...

AB,Karoxinha,Pedro,Cilinha- eu continuo, a ver essa magia no Natal...transmiti ás minhas ninas e vou continuar quando tiver netinhos...Bjs

Vieira Calado- No meu tempo não se ouvia falar do Pai Natal, era sempre o Menino Jesus...Bjs

Sandra disse...

OLá Albana:

Também na minha infância, a "história" era essa... ir para a cama e durante a noite chegava o Menino Jesus e deixava as prendas no sapatinho. Já nem me recordo quando descobri que afinal não era bem assim!

No entanto, também recordo esses tempos com muita, muita saudade... foram maravilhosos! E olha que os presentes, também foram sempre poucos e nunca os brinquedos da "berra"! Ainda assim era cá uma ansiedade...

Beijinhos

albana disse...

sandra- era tal e qual assim, os brinquedos eram escassos, mas havia tanta ansiedade,tanta alegria...deixa mesmo saudade...bjs

O Profeta disse...

Sou coração que segue em silêncio
Nos fios do sublime pensamento
Pela ressurreição de um sorriso
Renasço nas asas do tempo

Esta Terra é degredo dos sonhos
É espelho que distorce o sentimento
É castigo no julgamento do fracasso
É fogo que se cala a todo o momento


Boa semana


Mágico beijo

maria-joão disse...

Eu também adorava o menino Jesus. E comigo nunca se portou mao porque eu nunca escolhia, ele é que sabia o que trazer para mim. Chorei quando soube a verdade e... ainda hoje tenho muita pena que ele tenha sido substituido pelo pai natal.